O que é o metaverso e o que esperar desse novo universo virtual? Entenda isso e mais!

Jogos que simulam a vida real já não são mais uma novidade e conquistam o coração de milhares de pessoas ao redor do mundo, como o The Sims e outros semelhantes, dos quais os usuários podem construir casas, trabalhar e dar vida a um ou mais personagens.

A ideia do metaverso se assemelha a esses jogos, visando trazer ainda mais a vida real para o universo virtual, onde as pessoas poderão usar avatares digitais para interagir entre si e realizar as mais diversas atividades, como trabalhar, ter momentos de lazer e entretenimento, por exemplo.

A ferramenta será criada a partir de uma grande variedade de tecnologias, como a realidade virtual, realidade ampliada, redes sociais, criptomoedas e muitas outras!

O objetivo dessa nova camada da internet é fazer com que as pessoas façam parte do mundo virtual, e não apenas observem ele. Você já assistiu ao filme Matrix? O conceito do metaverso segue a linha de raciocínio do longa! 

Onde surgiu o metaverso?

Mesmo sendo reconhecido pelo grande público recentemente, o termo metaverso surgiu pela primeira vez no livro Snow Crash, escrito pelo autor Neal Stephenson e publicado em 1992.

Desde então, essa e outras obras têm servido como base para projetos futuristas que visam aprimorar ainda mais a realidade virtual, a tecnologia e a internet no geral.

Ariana Grande para o Fortnite

Alguns jogos promovem eventos que seguem um pouco do raciocínio proposto pelo metaverso, como o Fortnite, onde os usuários utilizam avatares para fazer missões e para assistir shows de vários artistas, como o do rapper Travis Scott, do DJ Marshmellow e da cantora Ariana Grande. 

Marcas de luxo da indústria da moda também já aderiram a essa colaboração com jogos, como a Louis Vuitton, que criou skins para os personagens do jogo League of Legends, por exemplo.

O que esperar desse novo universo virtual (o metaverso)?

Ilustração do Metaverso

A proposta do metaverso vai além de aprimorar as funções disponíveis nos jogos virtuais, mas busca também trazer todos os aspectos da vida real relacionamentos, trabalho e etc para o mundo virtual, incluindo os usuários nesse universo através de avatares 3D.

“Você será capaz de fazer quase tudo que você possa imaginar — reunir-se com amigos e família, trabalhar, aprender, brincar, fazer compras, criar —, bem como experiências completamente novas que realmente não se encaixam na forma como pensamos sobre computadores ou telefones hoje”, explicou Mark Zuckerberg em comunicado à imprensa ao anunciar a mudança de nome do Facebook para Meta.

Por enquanto, todas essas falas são projeções, afinal, o metaverso está em fase de criação. Mas diante dos grandes avanços da tecnologia, esse é um objetivo completamente executável.

Não sabemos quando será possível fazer parte dessa nova camada da internet, mas já entendemos que o assunto divide opiniões e que ainda tem muito caminho a se percorrer e muitas questões a serem aprimoradas e estabelecidas.

Quer aumentar os seus conhecimentos em Marketing para a sua marca? Entre em contato com a Atena e saiba mais! (84) 2040-1855 ou nos acompanhe pelo Instagram: @atena.marketing

Sobre o autor: Eduardo Aquino

Eduardo Aquino é criador de conteúdo na Atena. Formando em Jornalismo, ele é um grande apreciador da arte, ama música e gosta de fotografia.

Deixe um comentário