Marketing Cultural: O que é? Como fazer?

Cada vez mais, as empresas desenvolvem e buscam formas de fortalecimento de marca, seja nas redes sociais, seja na televisão ou em materiais offlines. Dessa forma, por consequência, gerando conexão com os seus clientes, e para além disso, prospectando novos. 

Uma das ferramentas mais utilizadas e conhecidas para fazer isso acontecer, é por meio do Marketing. Entre diversas ações dentro dessa estratégia, uma está ganhando adeptos e espaço no mercado: o Marketing Cultural.

O que é?

Pensando no público alvo da marca ou empresa, como o nome mesmo diz, o Marketing Cultural tem o intuito de produzir e divulgar produtos e serviços, a partir de patrocínio em projetos e eventos culturais. 

Contudo, para isso acontecer estrategicamente, é necessário planejar, estudar e avaliar quem são as suas personas. Apesar de focar no lucro, o objetivo é construir uma boa relação mais próxima com consumidores e seguidores.

Além de humanizar a marca, ser associada à cultura pode tornar-se um diferencial em relação aos concorrentes de mercado, por gerar uma visibilidade positiva e engajamento com consumidores.

Para que serve o marketing cultural?

Vamos imaginar uma situação hipotética, ok? 

Imagine duas empresas. Imaginou? Agora pense que a primeira empresa investe no seu posicionamento com projetos culturais voltados ao seu público alvo. Já a segunda empresa, só faz mais do mesmo, sem pensar em como melhorar a relação com os seus consumidores. 

Consegue notar a diferença entre elas? 

Basicamente, a estratégia do Marketing Cultural é agregar valores à imagem da marca ou empresa, para atrair mais consumidores e possíveis futuros clientes. E, investir na área cultural, demonstrando uma consciência social, pode render bons frutos. Afinal, imagem e credibilidade são tudo no mercado, né?

Para quem é indicado o marketing cultural?

O Marketing Cultural é para todos, independente do tamanho ou tempo de atuação da empresa. Claro, alguns podem investir com maior facilidade, por conta dos seus recursos, mas isso não precisa ser um empecilho. 

Patrocinar e/ou organizar pequenos eventos também é uma maneira de contribuir com a cultura local, além de investir na imagem do seu negócio e da sua marca.

O patrocínio de ações culturais é um ótimo caminho para construir uma comunicação com potenciais consumidores que, até então, não conheciam a marca ou empresa. Nesse sentido, mais redes de conexões são feitas.

Como posso fazer? 

Para pensar em estratégias mais eficientes e assertivas dentro do Marketing Cultural, ter um bom time de marketing é fundamental. Com ele, o planejamento estratégico será realizado, a fim de alcançar os objetivos da empresa.

Com um planejamento feito, o primeiro passo foi dado. Qual é o próximo passo? Cativar o seu público. Agora é a sua vez. Invista no Marketing Cultural, invista na sua marca, invista no seu posicionamento.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Quer ajuda profissional para compreender melhor? Podemos solucionar o seu problema! Entre em contato com a Atena para saber mais! (84) 2040-1855 ou no Instagram: @atena.marketing

Sobre o autor: Cecília Costa

Nascida em Macau, no interior do RN, Cecília é graduanda em Jornalismo na UFRN. Na Atena, é redatora e criadora de conteúdo, já na sua versão mais artística, compartilha artes manuais no seu perfil do Instagram (@espacocecissol) . Ela acredita que a escrita e arte transformam, e fala isso por experiência própria.

Deixe um comentário