Internet dos Comportamentos (IoB): Compreendendo e Navegando na Nova Fronteira Digital
Mina no centro e diferentes versões sua ao seu redor

É de noção geral que a Internet das Coisas (IoT) revolucionou a maneira como os dispositivos físicos se conectam e trocam informações, no entanto, agora temos uma tendência ainda mais promissora: a Internet dos Comportamentos (IoB)!

 

Diferentemente da IoT, a IoB se concentra na coleta e análise de dados comportamentais dos usuários, oferecendo uma perspectiva inovadora para empresas e profissionais de marketing.

 

Tá achando tudo isso um meio confuso? Então separa aí um tempinho e se aprofunde na leitura desse artigo. Aqui, exploraremos os significados, as aplicações e as implicações da promissora IoB. Vem junto!

 

Leia também: A pandemia na era digital: Como as redes sociais têm se reinventado para ajudar usuários e empresas

Afinal, como a IoB funciona?

 

A Internet dos Comportamentos opera na intersecção de tecnologias, tais como o reconhecimento facial, rastreamento de localização, big data e inteligência artificial.

 

Ao analisar os dados comportamentais dos usuários, a IoB busca compreender padrões, interesses e preferências, tudo isso fazendo uso de uma abordagem de psicologia comportamental.

 

É dessa forma que tal entendimento profundo sobre os usuários passa a ser aplicado em diversos setores. Assim, o encontramos presente no comércio, na saúde, na educação, na segurança…

 

Um exemplo disso é como a IoB pode personalizar ofertas com base nos hábitos de compra do usuário quando se trata do comércio. Já na saúde, aplicativos podem monitorar comportamentos para oferecer sugestões de estilo de vida saudável.

 

Quando o assunto é educação, é possível adaptar métodos de aprendizagem de acordo com o desempenho do aluno. Na segurança, os sistemas têm a oportunidade de analisar padrões comportamentais para detectar atividades suspeitas e invasões.

 

E aí, ainda tem dúvidas de que isso tudo é bastante promissor? Mas, olha, ainda há desafios a serem seguidos…

 

Fios se conectando ao símbolo do Wi-Fi

 

O olhar responsável para a IoB

 

Essa ferramenta traz consigo uma série de desafios significativos, que vão além das fronteiras tecnológicas. Isso, ao mesmo tempo, oferece oportunidades vastas… E isso nos liga para as responsabilidades! Veja aqui abaixo alguns pontos necessários de atenção.

 

Ética

A coleta intensiva de dados comportamentais traz à tona questões éticas cruciais. Como a IoB lida diretamente com a privacidade, exige um equilíbrio delicado entre a personalização e a preservação dos direitos. Para isso, a necessidade da transparência e do consentimento explícito é vital para garantir a confiança do usuário.

 

Legalidade

A IoB enfrenta desafios jurídicos relacionados à coleta, armazenamento e uso dos dados comportamentais. Leis de privacidade, como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) fazem exigências para que as empresas estejam cientes e em conformidade com regulamentações locais e globais.

 

Sociedade

No âmbito social, a IoB pode intensificar a desigualdade digital. Aqueles que optam por não participar ou não têm acesso à tecnologia podem ser excluídos das vantagens oferecidas pela personalização. Enquanto isso, a dependência excessiva pode criar bolhas de informação, restringindo a diversidade de perspectivas e informações acessadas pelos usuários.

 

Bob Esponja em um computador

 

As perspectivas futuras

 

De modo geral, vale dizer que a Internet dos Comportamentos representa uma evolução na interação digital. Com seu potencial de transformar setores e aprimorar a experiência do usuário, ela é uma peça-chave no cenário tecnológico atual.

 

No entanto, o caminho adiante requer um equilíbrio cuidadoso, considerando os aspectos éticos, legais e sociais.

 

E o futuro da IoB promete expansão, com mais de 50% da população mundial exposta até o final de 2025. Isso acontecerá com a adaptação contínua às necessidades dos usuários e das empresas de acordo com as inúmeras possibilidades oferecidas.

 

No mais, o fato é que não podemos ignorar a força da Internet dos Comportamentos como uma realidade que molda a forma a interação no mundo digital, abrindo novas fronteiras de personalização e eficiência!

 

Entre em contato com a Atena e saiba mais! (84) 2040-1855 ou nos acompanhe pelo Instagram: @atena.marketing.

 

Vem com a gente!

Sobre o autor: Ricardo R. Nunes
Ricardo é redator da Atena, interessadíssimo em dramaturgia para telas e é um constante aprendiz do uso das palavras. Já participou de variados projetos audiovisuais no estado e hoje tem se dedicado ao aperfeiçoamento de sua escrita.
Thainá é estudante de publicidade e propaganda na UFRN, nascida em terras potiguares no dia do nordestino. Hoje está formando o time da Atena como Estagiária no time de Gestão e Estratégia. Libriana indecisa, de sorriso fácil e cachos no cabelo, acredita que a comunicação é um passo para dar visibilidade e inspirar pessoas.
Maisa é espontaneidade, é arte de museu e poesia de muro. Apreciadora de podcast, Taylor Swift e Clarice Lispector, tem descoberto mais sobre o amor ao ler Bell Hooks. Na procura do seu sonho e fugindo do sol do Piauí (como costuma dizer) veio, não ironicamente, parar na cidade do sol. Hoje, estudante de Publicidade e Propaganda na UFRN, está na Atena como Estagiária no time de Gestão e Estratégia.

Caicoense, mãe de uma menina, graduada em Comunicação e Marketing. Atua na Atena como Gestora de Projetos e Consultora. Nas horas vagas, estuda a doutrina espírita, assuntos do mundo da ufologia e atua em um projeto social que teve iniciativa desde 2020  (Instagram @mamaesquedoam).

Estudante de Publicidade e Propaganda na UFRN, Sabrina faz parte do time de Gestão e Estratégia na Atena. Amante das artes e da dança desde pequena, hoje alia sua criatividade e ensinamentos da dança à área comunicação social com profissionalismo e entusiasmo. Para além do trabalho, ela enxerga a comunicação como algo essencial ao ser humano e leva consigo o desejo de impactar o mundo através dos ideais em que acredita.
Formada em Design pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O meu trabalho é voltado para o mercado editorial, criação, aplicação e desenvolvimento de marcas, e mídias sociais.
Estudante de Audiovisual, Ricardo é estagiário de conteúdo. Interessadíssimo em dramaturgia para telas, se pudesse, passaria boa parte do seu dia a frente de uma TV assistindo novelas e séries ou indo a uma sala de cinema para ver filmes. Tem participado do fomento ao audiovisual potiguar, passando por experiências nas áreas de roteiro, direção e produção.
É graduada em Comunicação Social Jornalismo e mestra em Comunicação e Estudos da Mídia pela UFRN. Possui MBA em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais pela Estácio. Tem experiência como repórter, assessora de comunicação e hoje atua como Gestora de Relacionamento e de Customer Success da Atena. No Instagram, atende por @larimouraa
Kevin é produtor de conteúdo audiovisual na Atena. Graduado em Publicidade e Propaganda pela UnP, atua no mercado publicitário potiguar desde 2011, quando iniciou sua carreira como social media e diretor de arte. Hoje, dedica-se à sua paixão pela fotografia e criação de vídeos
Amante de todas as artes, é estudante de Design Gráfico na UNP. Já passou pela pintura, teatro, dança entre outros e se encontrou no design onde ela pode expressar a arte de forma mais tecnológica.
Criador de conteúdo na Atena, Eduardo é estudante de Jornalismo na UFRN. Grande admirador das diversas expressões artísticas, ele se aventura na arte da fotografia e escreve textos, poemas e músicas. Os seus hobbies favoritos é ler livros e ouvir e analisar álbuns musicais.

Estudante de Design na UFRN, Eduarda faz parte do time de Criação de Artes na Atena. Ela também ama fazer pinturas, desenhos realistas e artísticos, esculturas e fotografia, buscando sempre deixar um pouco da sua personalidade nos seus trabalhos e artes.

Nascida em Macau, no interior do RN, Cecília é graduanda em Jornalismo na UFRN. Na Atena, é redatora e criadora de conteúdo, já na sua versão mais artística, compartilha artes manuais no seu perfil do Instagram: @espacocecissol. Ela acredita que a escrita e arte transformam vidas, e fala isso por experiência própria.

Carol é desenvolvedora front-end nascida em Osasco SP, apaixonada por tecnologia, se formou em redes de computadores e acredita que a tecnologia é um direito de todos e quer mudar o mundo através da tecnologia.

Estudante de Jornalismo na UFRN, paraibana e entusiasta de esportes. Seu passatempo favorito é ler, e a astronomia é uma das coisas que mais a fascina. Acredita na comunicação como forma de ferramenta social.

Designer durante o dia e artista no tempo livre, Asafe é natural de Feira de Santana – BA e desde pequeno sempre gostou de criar coisas. Faz parte do time de criação de artes da Atena e ama ilustração e 3D, mas secretamente tem uma grande paixão por música.

Oi, me chamo Breno. Sou apaixonado pelo mundo do design e da tecnologia. Adoro experimentar coisas novas e aprender com elas.

Alvaro Hendrick é redator e criador de conteúdo na Atena. Formado em Publicidade e Propaganda, ele também é escritor e tem alguns trabalhos publicados na Amazon. Ele também produz um podcast chamado “É Sobre Isto Podcast”, disponível em todas as plataformas de streaming.
Gestora de Relacionamento e de Customer Success da Atena, Mayse Araújo atua na área de Comunicação desde 2007, e nas áreas Comercial e Financeira desde 2013. É formada em Jornalismo, e atualmente cursa Economia na UFRN. É entusiasta do Marketing Digital e de Conteúdo, estudiosa do Feminismo e acredita na seguinte máxima: se você não entende de pessoas, então você não entende de negócios.
Sócia-diretora, e também gestora de recursos e finanças da Atena, Melissa Zanin tem uma identidade (nada) secreta de atriz e produtora. Com sangue mineiro, adora ir ao teatro, cinema, é estudante de filosofia e adora ler sobre assuntos extraterrenos (não ria). Por aqui, é também conhecida como “a mulher do dinheiro”.
Diretora da Atena, Andressa atua como jornalista e gestora de Marketing Digital desde 2011, já tendo passado pelos setores público, privado e terceiro setor, com experiência na gestão de comunicação em grandes eventos, como a Copa do Mundo de 2014. É graduada em Comunicação Social – Jornalismo (UFRN) e Direito (UFRN), pós graduada em Cinema (UFRN), e possui MBA em Marketing Estratégico (UNI-RN) e Gestão, Empreendedorismo e Desenvolvimento de Negócios (PUCRS).

Jornalismo digital

Sou pesquisador – Qual o caminho para divulgar o meu projeto acadêmico?

Jornalismo e crítica cultural

Gestão do tempo e organização

Como tirar o seu projeto do papel

Marketing para projetos culturais

Divulgação de projetos

Escrita para Web

Gestão de marketing pessoal para profissionais liberais

Gestão de marketing pessoal para arquitetos

Gestão de marketing pessoal para médicos

Gestão de marketing pessoal para advogados

Introdução à gestão de marketing para empreendedores