Google? SEO? O que você precisa saber para começar?

Muito se fala sobre Google, SEO, métricas, criação de conteúdo… Afinal de contas, o que você precisa saber para começar?

Tudo isso depende de uma estratégia muito bem pensada levando em consideração o seu público (ou persona), as suas necessidades de comunicação e o seu nicho de mercado.

Mas, para começar…

Por que o Google importa?

Foto colorida de fachada do Google.

Não é arriscado dizer que todos conhecem o Google. Em menor ou maior grau, todos já ouviram falar, acessaram ou estão imersos em suas plataformas de alguma maneira.

O Google é, também, o buscador mais popular da internet. É através dele que são realizadas desde as buscas mais simples direto no navegador, às perguntas feitas através de inteligências artificiais.

Por estes (e inúmeros outros) motivos, o Google é importante para qualquer estratégia de marketing digital. 

Criar o conteúdo que o Google precisa e “gosta” — aqui, vale destacar, não se trata de uma curadoria humana, mas de algoritmos — é a melhor forma de chegar às pessoas que querem solucionar dúvidas, decidir a próxima compra ou escolher o serviço que será utilizado.

O que é o SEO?

Foto colorida de oito pessoas sentadas em torno de uma mesa com aparelhos eletrônicos à sua frente. No centro, está escrito

O SEO é, em resumo, uma série de técnicas de otimização para motores de busca. Isso significa que, com estas estratégias, você (ou a sua empresa) pode obter um melhor ranqueamento nas pesquisas.

Aparecer em primeiro lugar — ou nos primeiros lugares — é essencial para atrair mais atenção para o seu site, seu conteúdo e, consequentemente, para seus serviços e produtos.

A ideia aqui é construir uma experiência do usuário de forma a responder às perguntas de maneira objetiva e acessível, além de construir credibilidade.

Como apareço nos primeiros resultados do Google?

A criação de um conteúdo bem feito pode ser difícil de definir em poucas palavras.

Antigamente, para aparecer nos primeiros resultados, bastava repetir a palavra-chave muitas vezes no mesmo texto. O algoritmo, então, mudou para preferir as informações mais concisas e úteis.

Para facilitar a compreensão, vamos sintetizar a ideia do Google quando o assunto é conteúdo:

O usuário precisa ter sua dúvida respondida na primeira pesquisa. Se ele tiver que refazer essa pesquisa pois os links não foram úteis, então é preciso buscar páginas realmente boas para usuário.

O que o meu conteúdo precisa ter para ter um bom SEO?

Foto de mesa com aparelhos eletrônicos, ícones coloridos relacionados a tecnologia e, no centro, está escrito

  • O título precisa ser chamativo e direto
  • Não pode ser superficial;
  • Precisa ser objetivo e conciso, porém, completo;
  • Precisa ter divisões do texto de forma que facilite a localização e compreensão das informações pelo método “scanning”;
  • O texto precisa ser acessível (sem perder a qualidade);
  • O conteúdo precisa ser útil e responder às palavras-chave de busca mais comuns;
  • O post precisa ser ilustrado para que, dessa forma, a leitura fique mais agradável;
  • É preciso destacar as partes mais importantes.

E muitas outras regrinhas e detalhes que ajudam com o ranqueamento no Google. A maior parte delas está inclusa na formatação do texto e imagens quando você estiver na edição do material na plataforma de sites (como o WordPress, por exemplo).

 

Se você precisa de ajuda para desenvolver conteúdos de marketing digital de qualidade com linguagem acessível, converse com a Atena! Siga o nosso perfil no Instagram ou entre em contato!

Sobre o autor: Alvaro Hendrick

Alvaro Hendrick é redator, supervisor e criador de conteúdo na Atena. Formado em Publicidade e Propaganda, ele também é escritor (tem alguns trabalhos publicados na Amazon e no Medium) e podcaster independente.

Deixe um comentário