O engajamento nas suas redes caiu? Saiba o que fazer!

Você percebeu que a audiência e interação com seu público na internet diminuíram? Saiba o que está por trás dessa queda e o que pode ser feito para revertê-la.

O engajamento na Internet, em mídias sociais ou site, é quando o usuário se comunica com sua marca, interagindo com ela através de curtidas, comentários, compartilhamentos e outras respostas ao seu conteúdo. Isso representa envolvimento e afinidade entre a marca e o consumidor.

Esse envolvimento é mensurável. Ou seja, é possível quantificar as interações que ocorrem com o conteúdo a partir de métricas. As diferentes plataformas oferecem números e gráficos que permitem às marcas e pessoas visualizarem esses dados.

Você percebeu que nos últimos meses seus números vêm caindo? O primeiro passo é não se desesperar! Isso vem acontecendo com muitas empresas e perfis, e esse quadro é totalmente reversível com uma boa estratégia de marketing digital.

Por que o engajamento caiu?

Se tratando das mídias sociais, a queda de engajamento se deve ao aumento de usuários e do conteúdo diário, em que fica impossível a pessoa visualizar tudo que é produzido e divulgado. Portanto, a plataforma seleciona aquilo que será visualizado pelo usuário de forma personalizada, invisibilizando uma série de conteúdos.

Essa seleção de conteúdo é feita de forma automatizada a partir de um algoritmo. Esse algoritmo, ao selecionar os conteúdos para visualização, leva em consideração alguns aspectos da rede. Esses elementos são diferentes em cada plataforma.

Vamos falar do algoritmo do Instagram, mídia social queridinha do momento, com mais de um bilhão de usuários ativos todo mês.

O algoritmo do Instagram considera os seguintes itens:

Interesses:

A plataforma entende que você gosta muito de um assunto pela forma como você se comporta no aplicativo.

Se você curte, comenta e compartilha muitos posts sobre moda, por exemplo, ele entende que você tem interesse neste tema e vai passar a canalizar material do tipo para você.⁣

Antes o feed — página principal — do Instagram era organizado pela cronologia das postagens. Desde 2016, entretanto, o feed é organizado pela relevância que as postagens têm para o usuário, a partir dos cálculos feitos pelo algoritmo.

Relacionamento:

O Instagram analisa as pessoas com quem você interage de forma privada, através de mensagem (DMs), e também com quem você mais interage por meio de marcação em fotos, pesquisa e visitas ao perfil. Em todos esses momentos você está passando informações para a plataforma sobre quem e o que você gosta⁣.

Usabilidade:

A frequência de uso é essencial.

Se você usa muito a plataforma, terá sempre conteúdos novos e atualizados. Se você frequentar pouco esse ambiente virtual, verá que receberá conteúdos mais antigos — mas com maior relevância — pois foram selecionados a partir dos seus gostos.⁣⁣

Perfis que você segue:

Se você segue muita gente, verá uma quantidade bem menor de conteúdos, se você acompanha poucas marcas e perfis, a probabilidade de ver todas as postagens é bem grande, pois o algoritmo atua menos.⁣⁣

O que você pode fazer para criar engajamento?

Se tratando do Instagram, a plataforma é altamente visual. Então, se dedique na produção de boas imagens, que gerem impacto. Poste fotos de ótima qualidade, com cores fortes e cenários marcantes. Tenha um feed organizado e esteticamente atraente.

Qualidade do conteúdo

Além de boas imagens, invista no conteúdo das legendas.

Informe o usuário e torne sua postagem mais relevante. Gere curiosidade ao provocar uma reação, como, por exemplo, fazendo perguntas aos usuários. Teste formatos diferentes.

No início essa medida pode não ter muito resultado, mas você vai ver que com o tempo as interações vão acontecer.

Use hashtags 

Muita gente não se importa, mas as hashtags têm grande importância em uma postagem.

É a partir delas que seu material se torna pesquisável e atinge públicos específicos que procuram aquele tipo de conteúdo. Uma pessoa interessada no tema tem mais condições de interagir qualitativamente com o conteúdo.

Faça stories

O conteúdo efêmero dos stories pode levar seu público a clicar no perfil e interagir com as postagens.

Ele também é uma ótima forma de estreitar laços com o usuário, gerando mais proximidade e afinidade com a marca, o que logo levará a engajamento, e melhor, em conversão — compras ou acesso aos serviços prestados.

Abuse da sua criatividade e use tudo aquilo que as plataformas oferecem, figurinhas, localização, hashtags, enquetes, caixas de perguntas… Exponha produtos ou serviços prestados, mostre imagens e processos de bastidores da sua empresa e humanize a comunicação.

Experimente vários temas, formatos e assuntos.

Produza vídeos

Essa é uma dica chave para Facebook e Instagram: esse tipo de formato de conteúdo é atualmente mais valorizado nas plataformas.

Invista na produção tanto de vídeos curtos, que comuniquem de forma autêntica e rápida (como o formato Reels), quanto de vídeos longos e consistentes que gerem autoridade sobre o assunto tratado (IGTV).

No Instagram, os vídeos são reproduzidos automaticamente no feed. O movimento chama atenção (mais do que uma imagem estática) o que gera mais interações.

Invista em lives

As lives notificam seus seguidores que você está enviando conteúdo novo no momento. Isso pode gerar bastante engajamento com o seu conteúdo. Lives não precisam ser “super produzidas”, mas devem trazer uma mensagem relevante para o seu público.

Faça um sorteio

Sorteios podem ser uma ótima forma de promover interação do público com a sua marca. Apesar de ser eventual, se seu conteúdo for bem produzido, o público se sentirá atraído por outras postagens, gerando engajamento.

Tenha cuidado com os horários das postagens

As próprias plataformas indicam quais os melhores horários para o seu público visualizar uma publicação.

Pode ser que publicar no horário de pico não traga uma avalanche de engajamento, mas certamente é melhor que publicar em horários em que o público está ausente.

O número inicial de curtidas é imprescindível para que sua postagem seja bem avaliada pela plataforma e ganhe mais relevância.

Poste com mais frequência

Crie conteúdo de forma constante e aproveite para testar formatos e ver o que agrada mais seu público. Avalie sempre os resultados, vendo que tipo de conteúdo funciona melhor.

E em se tratando de site?

As formas de medir o engajamento e as estratégias de recuperação em um site são distintas.

Por exemplo, o tempo médio que um usuário passa na sua página é fundamental para avaliar o engajamento. Quanto mais tempo o usuário dedica à página, maior é o interesse nas informações presentes. Então é importante que o site tenha uma ótima navegabilidade e conteúdos de relevância.

Analisar o tráfego através do Google é super importante. Ele é a “vitrine” de busca para o seu site. Adquira maior destaque no Google, através de técnicas de SEO (Search Engine Optimization). Se preocupe com a experiência oferecida ao usuário pela página e você terá melhores resultados no buscador.

Avalie os cliques orgânicos que sua página recebe. Ele apresenta a taxa de usuários que foram impactados positivamente pelo seu site. Para isso é necessário construir bons títulos e descrições, para que o usuário encontre seu site ao fazer buscas.

Outro indicador do seu site a ser analisado é a taxa de rejeição, ou seja, o número de visitantes que entraram na sua página e saíram rapidamente, sem nenhuma interação. A existência desse tipo de usuário é normal, porque ele pode ter clicado no seu link sem querer. Mas essa taxa não pode ser alta, porque indica que seu site é de baixa qualidade e não oferece uma experiência satisfatória.

Pensar na usabilidade do site, com um bom design, e ofertar uma boa experiência, com conteúdos de qualidade, requer investimento e um bom planejamento de marketing. Um site de relevância, com autoridade nos assuntos que trata, gera muitas conversões em compras e aquisições de serviços.

Saiba mais como criar uma estratégia de marketing que gera engajamento! Entre em contato com a Atena Marketing: (84) 2040-1855 ou no Instagram: @atena.marketing.

Sobre o autor: Isadora Morena

Jornalista, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, apaixonada pela palavra escrita e pela cultura brasileira.

Deixe um comentário