Branding Digital: A estratégia da “Responsabilidade Social” durante a pandemia do novo coronavírus.

A comunicação social passou por grandes mudanças devido à pandemia do novo COVID-19 que pegou todo mundo de surpresa. Muitos projetos, campanhas e lançamentos foram adiados pois o momento não era propício para incentivar a venda e o consumo.

Os consumidores estão, antes de tudo, preocupados em superar a quarentena. Eles querem que suas vidas voltem ao normal, que possam sair para trabalhar, rever os amigos, abraçar a família, curtir o final de semana em um restaurante ou barzinho. O isolamento social exigiu mudanças na nosso comportamento assim como no comportamento das marcas na sociedade.

Mas e agora? Como devo trabalhar a comunicação da minha marca? 

Os próximos passos são bem claros: escutar a opinião dos consumidores e analisar as estratégias que melhor conversam com a sua empresa. A responsabilidade social agora estará mais presente do que nunca na comunicação, pois o momento é de ajudar a sociedade a superar o novo coronavírus. A marca precisa se posicionar a respeito disso para ganhar a confiança do cliente que foi abalada.

De acordo com o estudo da Kantar (2020), 80% das marcas devem comunicar esforços diante à crise do COVID-19. A pesquisa ainda mostra que a população quer que as marcas sirvam de exemplo para guiar a mudança e que ajudem o dia a dia do seu público-alvo durante o isolamento social.

Dessa forma, durante a pandemia temos a oportunidade de sermos mais estratégicos, de analisarmos todo o planejamento e cronograma para que o conteúdo trabalhado seja coerente com a realidade. Por isso, muitas marcas estão comprometidas em utilizar toda a sua força na contribuição ao combate da doença e estão voltando a sua comunicação para as estratégias de responsabilidade social.

Como diz o João Levi, “criar nesse momento exige humanidade”. Antes mesmo da pandemia, nós percebemos uma mudança no discurso publicitário: a própria publicidade passou a representar valores, crenças e atitudes que são postos em práticas na sociedade. Por isso, cada vez mais vemos campanhas com vertentes feministas, sustentáveis, pet friendly e com valores solidários. Esses “conceitos” se tornaram estratégias de marketing para gerar identificação do consumidor com a marca e, consequentemente, a venda.

Aquela comunicação bonita, mas sem propósito, que carrega em si uma mensagem vazia, não consegue mais se relacionar com o consumidor. O novo papel das marcas tem a função de colocar as suas vozes para além de signos que identificam seus serviços e produtos, mas também como “conceitos” úteis e palpáveis.

A comunicação da sua empresa tem que ser dinâmica e coerente com o cenário social atual, para que consiga atender as necessidades e desejos do consumidor e, claro, abraçar as suas causas.

Qual é a sua opinião sobre a publicidade nesse momento? Como se portar diante de uma situação tão estranha para a nossa geração? Como gerar identificação e mostrar que “estamos todos no mesmo barco”? Queremos saber a sua opinião.

Ficou com dúvidas? Marketing digital é a resposta! Entre em contato com a Atena e saiba mais! (84) 2040-1855 ou no Instagram: @atena.marketing ⚔️

Sobre o autor: Amanda Lai Lee

Deixe um comentário